CENTRAL LADO A LADO COM OS JOVENS DE BOM DESPACHO
10/08/2019 16:53 em Novidades

FUTEBOL INFANTIL

BOM DESPACHO NA COPA ESTADUAL DE FUTEBOL

 

Dênis Pereira

 

  A Web CENTRAL esteve cobrindo a abertura da Copa Estadual de Futebol de Bases Gol de Placa, realizada neste sábado (10), em Divinópolis/MG. O certame objetiva integrar jovens talentos de Minas Gerais e despertar a competitividade agregada ao espírito de lealdade.  Bom Despacho/MG tem como representante a Associação na categoria 2008, ou seja, atletas com 12 anos incompletos.  De acordo com a organização ainda estão na Copa equipes de Belo Horizonte, Contagem, Sete Lagoas, Carmo do Cajuru, Iguatama, Moema, Nova Serrana, Pará de Minas, Itaúna, Pitangui, Perdões, Paineiras, Papagaios, Três Marias, Maravilhas, Martinho Campos, Sarzedo, Betim, Luz, Abaeté, lagoa da Prata, Araújos, Florestal, Formiga, Conceição do Pará, Oliveira, Lavras, Cláudio, Pompéu,  Dores do Indaiá, Divinópolis e Santo Antônio do Monte.

  O primeiro compromisso do tricolor era fora de casa com início previsto para as 09h contra o Palmeiras de Divinópolis. A delegação saiu do Chico Marques Bom Despacho, por volta das 07h30, a estrada estava tranquila com fluxo de veiculo seguro. No decorrer da viagem os atletas conversavam, cantavam e se apresentavam bem otimistas quanto à estreia.  Um dos aspectos relevantes da equipe é a pontualidade, tanto é que as 08h50 os atletas encontravam-se concentrados no estádio da equipe adversária e, atentamente, assistiam a preleção ministrada cuidadosamente pelo técnico André. O comandante da Associação notou a ausência de alguns jogadores como Pedrinho e Adão devidamente justificáveis. Inteligentemente, trabalhou para adotar um sistema que possibilitasse jogar sem e com a bola.

  A Associação tem por característica a troca de passes com precisão, variações e criações de jogadas com penetrações pelo meio, entretanto, os seus atletas estranharam as condições do campo que em sua esmagadora maioria era de terra. No primeiro tempo o time de Bom Despacho teve nítidas dificuldades para impor sua proposta. Aos 16 minutos de partida o Palmeiras foi ao ataque, um lançamento pelo centro, o atacante recebeu em condição duvidosa, saiu na cara do goleiro Brandão, a bola picou, o atacante elevou o pé na altura da cabeça do Brandão e o árbitro não anotou o impedimento muito menos a infração tendo a bola atingido a meta visitante. Daí pra frente o jogo ficou ainda mais truncado pelo meio. Final de primeiro tempo Palmeiras 1 x 0 Associação.

  No intervalo o técnico André elevou de maneira significativa o astral de seus comandados e adotou uma tática mais ofensiva. A bola rolou para etapa complementar. Em menos de 10 minutos a Associação teve quase 80% de posse de bola. Os armadores Cauã e Felipe alimentavam o ataque tanto pela direita com Ferreira, pela esquerda com Lelis e pelo corredor central com Moura. As linhas defensiva e de meio estavam bem compactas, com os desarmes eficientes surgiram ligações pelo setor de meio e lateralizações consistentes. Aos 18 minutos finais o tricolor já somava em sua estatística 05 escanteios com chances claras de empate. Quem estava no estádio assistindo notava a grande superioridade da Associação. Já aos 20 minutos mais um escanteio pela esquerda a favor do tricolor, Lelis assume a responsabilidade da cobrança, pressão total dentro da pequena área do Palmeiras, o árbitro autoriza, Lelis respira, toma distância, cobra por elevação, a bola faz um curva venenosa indo maravilhosamente no ângulo. Golaço olímpico! A torcida e jogadores foram ao delírio.  Nos minutos restantes os atletas de Bom Despacho deram todo o fôlego para virar a partida mas, as bolas concluídas foram paradas nas belas intervenções provocadas pelo goleiro do Palmeiras. Final de jogo Palmeiras 1 x 1 Associação.  

  A Associação empatou com goleiro Brandão (fez importantes defesas, demonstrou dinamismo e bem focado na partida), zagueiros Henrique (com boa qualidade de corte especialmente nas bolas elevadas) e Vítor (possuidor de muito bom posicionamento e antecipação), lateral esquerdo Rafael (aprendendo bem apoiar ao ataque e recompor) e Araújo ala direita (boa  leitura de jogo e qualidade nos passes), volante Artur (habilidade para fazer a transição da defesa ao ataque e desarmes) armadores Cauã (facilidade em aproveitar a segunda bola e progride com facilidade) e Felipe (habilidade em fazer lançamentos em profundidade e sabe proteger a bola) atacantes Moura (escapa bem da marcação e sabe finalizar), Lelis (categoria para dribles e joga para a equipe) e Ferreira (explosão é o seu grande diferencial além de dar muito trabalho para as defesas adversárias com seus cortes) . Entraram com as substituições efetivadas pelo treinador: Gabriel (disciplinado obedecendo as orientações do técnico e seguro nas defesas), Dunga (exímio marcador sabe usar o corpo sem cometer infrações), Lucas (facilidade em recompor grande marcador), Vítor Borges (distribui bem as jogadas, sereno e voluntarioso) e o técnico André (notável trato com os atletas, dotado de um apurado conhecimento tático e humano).

  Zelaram com profundo carinho pelo bem estar dos jovens atletas que integravam a delegação de Bom Despacho/MG os pais Danielli, Geraldinho, Renata e o motorista Lima.

 

                                                          Direto da Redação da Web Central

COMENTÁRIOS